Brit Milah - Circuncisão

10/07/2011 22:21

Escrito por
 
Libor Nissim Valko
 
Traduzido do inglês para o português por
 
Ezrá ben Yosef e adaptado por Yishai de Oliveira
 
 
Circuncisão, no idioma hebraico Brit Milah é uma das regras básicas do Judaismo e o maior símbolo visível de identidade dos Judeus. É o sinal do pacto entre YHWH e os descendentes de Afraham. Este mandamento não se relaciona somente com os descendentes de Yaakov/Israel, mas é efetivo para todos os descendentes de Afraham.
E Elohim disse a Afraham: “E tu, Minha aliança guardarás – tu e tua descendência depois de ti, nas gerações. Esta á Minha aliança, que guardareis entre Mim e vós (os de agora,) e a tua descendência depois de ti: Todo homem será circuncidado. E circuncidareis a carne de vosso prepúcio, e isto será o sinal da aliança entre Mim e vós (Gn 17:9-11)

O principio da circuncisão é a remoção do prepúcio que cobre a glande do pênis.
 

 


 

É interessante que o TaNaKH não descreve como executar a Milah e até mesmo não nos informa porque a circuncisão é sinal diretamente de pacto e não outro diferente sinal.
TaNaKH não contem um mandamento de quem é responsável pela execução das circuncisões. Nós podemos ler que esta operação é comumente feita pelo chefe da família, mas o TaNaKH não negou às mulheres fazê-la, mesmo às mulheres não-israelitas. Tsiporá, a mulher de Mosheh, circuncidou os filhos dela e de Mosheh sem nenhum auxilio masculino.
E Tsiporá tomou uma pedra afiada, cortou o prepúcio de seu filho e jogou-o a seus pés (de Msheh) e disse: Tu (quase) ensangüentaste meu esposo! – e (o anjo) o deixou; então ela disse: Ensangüentaste meu esposo por causa da circuncisão!(Ex 4:25-26). A passagem acima mencionada nos informa muito pouco, mas nos informa fatos muito interessantes no processo de circuncisão.
Torah nos informa o que proclamaram durante a circuncisão no tempo antes da entrega da Torah.
Ao mesmo tempo a Torah nos informa que Tsiporá usou uma faca de pedra para a circuncisão.
Não somente Tsiporá usou a faca de pedra, nós podemos encontrar no Tanakh que Yehoshua utilizou o mesmo instrumento, até mesmo YHWH diretamente ordenou-lhe usar este instrumento.
Naquele tempo, o Eterno disse a Yehoshua: “Faz para ti facas de pedra e torna, pela segunda vez, a circuncidar os filhos de Israel.” E Yehoshua fez para si facas de pedra e circuncidou os filhos de Israel   em Guivat Haaralot   (‘Monte dos Prepúcios’). (Josué 5:2-3).
Nesta passagem YHWH instrui Yehoshua a fazer facas de pedras e circuncidar os filhos de Israel. Por último nós aprendemos que o motivo foi a ausência de circuncisões durante os quarenta anos de andança no deserto. Esta passagem contém a única instrução de YHWH com relação ao material usado para um instrumento de circuncisão. Atuais achados arqueológicos confirmam que os instrumentos de pedra para corte poderiam ter qualidades comparáveis com os atuais bisturis. 
 
 
Este mandamento que nos guia para circuncidar os homens com facas de pedra está ligado diretamente com a situação específica e não é mandamento para todas as gerações. Nós temos que tomar nota que a Torah não nos proíbe usar outro material que não seja pedra. O uso de instrumentos metálicos para a circuncisão não é violação da Miqrah.
E esta foi a causa pela qual Yehoshua os circuncidou: todo o povo que tinha saído do Egito, os machos, todos os homens de guerra haviam morrido no deserto pelo caminho,  depois que saíram do Egito. Todo o povo que saíra estava circuncidado, mas nenhum do povo que nascera no deserto, pelo caminho, depois de terem saído do Egito, fora circuncidado. (Josué 5:4-5)
Nós podemos supor que o Povo de Israel guardou este pacto com YHWH mesmo quando ele era escravo   em Eretz Mitzrayim.
O Povo Egípcio circuncidava os próprios jovens também. Isto era parte da iniciação da pós-puberdade e a maioria dos egípcios provavelmente não tinha nenhum motivo para proibir de guardar este mandamento de YHWH.
YHWH não ordenou circuncidar aos Israelitas antes da saída de Eretz Mitzrayim, YHWH ordenou circuncidar apenas os não-Israelitas que quisessem participar doKorban Pessach. Este fato mostra que os Israelitas eram circuncidados.
É interessante que apesar do fato de que todos os Israelitas eram circuncidados após a saída de Eretz Mitzrayim, eles não circuncidaram seus filhos que nasceram durante os quarenta anos de andança no deserto. Como eles poderiam celebrar o Korban Pessach se eles não eram circuncidados?
E se algum prosélito habitar contigo e quiser fazer o Pessach ao Eterno, todo macho deverá ser circuncidado, e então se achegará para celebrá-lo, e será como o natural da terra; e nenhum incircunciso comerá dele. (Ex 12:48)
TaNaKH descreve o Korban Pessach que os Israelitas celebraram no segundo ano após a saída de Eretz Mitzrayim.
E o Eterno falou a Mosheh no deserto de Sinai, no décimo-primeiro mês do segundo ano da saída do povo de Israel da terra do Egito, dizendo: “Que os filhos de Israel celebrem o Pessach em seu tempo determinado. No décimo quarto dia deste mês, à tarde, a celebrareis em seu tempo determinado; segundo todos os seus estatutos e com todas as tuas leis a fareis”. E Mosheh falou aos filhos de Israel para celebrarem o Pessach. E celebraram o Pessach no primeiro mês, no dia quatorze do mês, à tarde, no deserto do Sinai; conforme tudo o que o Eterno ordenara a Mosheh, assim os filhos de Israel fizeram. (Nu 9:1-4)
Esta celebração aconteceu no tempo antes da punição dos Israelitas por insulto a YHWH. Neste tempo não eram todos os homens circuncidados ou eram tão pequenos que não foram capazes para celebrar o Korban Pessach.
Dir-lhes-ás: juro por mim mesmo, diz o YHWH, tratar-vos-ei como vos ouvi dizer.
Vossos cadáveres cairão nesse deserto. Todos vós que fostes recenseados da idade de vinte anos para cima, e que murmurastes contra mim, não entrareis na terra onde jurei estabelecer-vos, exceto Caleb, filho de Jefoné, e Yehoshua, filho de Nun.
Todavia, introduzirei nela os vossos filhinhos, dos quais dizíeis que seriam a presa do inimigo, e eles conhecerão a terra que desprezastes. Quanto a vós, os vossos cadáveres ficarão nesse deserto,
onde os vossos filhos guardarão os seus rebanhos durante quarenta anos, pagando a pena de vossas infidelidades, até que vossos cadáveres apodreçam no deserto.
Explorastes a terra em quarenta dias; tantos anos quantos foram esses dias pagareis a pena de vossas iniqüidades, ou seja, durante quarenta anos, e vereis o que significa ser objeto de minha vingança.
Eu, o YHWH, o disse. Eis como hei de tratar essa assembléia rebelde que se revoltou contra mim. Eles serão consumidos e mortos nesse deserto!" (Nu 14:28-35)
O TANAKH não nos informa sobre celebrações de Korban Pessach após este incidente até o tempo antes da chegada ao rio Jordão após os quarenta anos de andança no deserto. Parece ser que alguns mandamentos (por exemplo, a Milah) não praticada neste tempo e outros mandamentos foram designados para a época após a vinda na terra que YHWH deu aos descendentes de Israel. Estes fatos poderiam estar relacionados com a punição dos Israelitas por insulto a YHWH mesmo quando o TANAKH não afirma isto.
O YHWH disse a Mosheh: "Dize aos israelitas o seguinte: quando entrardes na terra de vossa habitação, que eu vos hei de dar (Nu 15:1-2)
O YHWH disse a Aaron: "Não possuirás nada na terra deles, e não terás parte alguma entre eles. Eu sou a tua parte e a tua herança no meio dos israelitas.(Nu 18:20)
Todos os Israelitas que não obedeceram a YHWH (exceto Josué e Caleb) morreram durante os quarenta anos de andança no deserto e no mesmo tempo nasceu a nova geração de Israelitas a qual foi concedida vir à terra que YHWH prometeu a seus antepassados. Contudo, os homens israelitas desta nova geração não foram circuncidados e este fato significa que eles não fizeram o pacto com YHWH. Vários anos de andança no deserto, mortes no deserto, uma não-renovação do pacto entre os novos meninos nascidos e YHWH, foi a punição para os Israelitas que não guardaram os mandamentos de YHWH. Os Israelitas se revoltaram contra YHWH e YHWH envergonhou-lhes pela não-renovação do pacto de Afraham durante suas vidas. 
 
 
Depois que foram todos circuncidados, permaneceram acampados até sararem.
O YHWH disse a Yehoshua: Hoje tirei de cima de vós o opróbrio do Egito. E deu-se àquele lugar o nome de Gálgala, nome que subsiste ainda. (Josué 5:8-9)
De qualquer maneira a nova geração não sofreu as conseqüências pelos pecados de seus antepassados e YHWH restaurou o pacto com os Israelitas, descendentes de Afraham, Itizak e Yaakov, cujo sinal é a circuncisão. Pela circuncisão foi removida a desonra do Povo de Israel e a nova geração estava pronta para entrar na terra prometida. A nova geração circuncidada estava apta para celebrar o Korban Pessach novamente.
Então o YHWH disse a Yehoshua: Faze facas de pedras, e circuncida de novo os israelitas. (Josué 5:2)
Os israelitas acamparam em Gálgala, e celebraram o pessach no décimo quarto dia do mês, pela tarde, na planície de Yerico. (Josué 5:10)
Após a renovação do pacto entre YHWH e os descendentes de Afraham, os Filhos de Israel chegaram na terra prometida. O pacto entre YHWH e Afraham foi renovado com os descendentes de Yaakov, foi o pacto da doação da terra de Canaã, este foi o pacto cujo sinal é a circuncisão.
 
Darei a ti e a teus descendentes depois de ti a terra em que moras como peregrino, toda a terra de Canaã, em possessão perpétua, e serei o teu ELOHIM."
Elohim disse ainda a Afraham: "Tu, porém, guardarás a minha aliança, tu e tua posteridade nas gerações futuras.
Eis o pacto que faço entre mim e vós, e teus descendentes, e que tereis de guardar: Todo homem, entre vós, será circuncidado. (Gn 17:8-10)
O pacto de realizar a circuncisão está ligado a todos os descendentes de Afraham e sobretudo a todos os descendentes de Yaakov. Este pacto não é limitado por tempo ou lugar. Cada homem israelita tem que ser circuncidado e cada homem que é propriedade de uma pessoa israelita (comprado ou nascido em casa). Todo homem não-israelita que desejar se converter para a religião de Mosheh tem que ser circuncidado e toda pessoa que quiser participar do Korban Pessach. A circuncisão é requisito para entrar no Templo. É uma abominação quando um homem não-circuncidado entra no Templo, é violação do pacto e é profanação do Templo. A circuncisão simboliza um tipo de pureza que é requerida para a santidade de Yerushalayim e Eretz Yisrael.
Quando fazíeis a oferenda do meu pão, da gordura e do sangue, introduzistes no meu santuário para profaná-lo estrangeiros cujo coração não é menos incircunciso que a carne; violastes, dessa forma, a minha aliança com todas as vossas abominações. (Ez 44:7)
Desperta, desperta, põe teus adornos, Sião, veste teus trajes de gala, Yerushalayim, cidade santa, porque não mais verás penetrar em tua casa nem incircuncisos nem impuros! (Is 52:1)
Eis o que diz o Adonay YHWH: nenhum estrangeiro, cujo coração é incircunciso tanto quanto a carne, penetrará em meu santuário; não, nenhum dos estrangeiros que residem entre os israelitas. (Ez 44:9) 
As passagens acima mencionadas nos mostram que a incircuncisão é considerada como um defeito, em contraste, a circuncisão indica uma qualidade. A incircuncisão está ligada com os pagãos e com os inimigos de Israel.
David perguntou aos que estavam perto dele: Que será feito àquele que ferir esse filisteu e tirar o opróbrio que pesa sobre Israel? E quem é esse filisteu incircunciso para insultar desse modo o exército do ELOHIM CHAY? (1 Sam 17:26)
A incircuncisão indica outro tipo de vida. A incircuncisão é até mesmo ligada com um tipo de morte cruel.
Morrerás da morte de um incircunciso, sob os golpes do estrangeiro, sou eu que o digo - oráculo do Adonay YHWH. (Ez 28:10)
Para os Israelitas era muito negativo morrer entre pessoas incircuncisas ou ser enterrado entre incircuncisos.
A quem sobrepujas tu em beleza? Desce, e deita-te com os incircuncisos. (Ez 32:19)
Um relacionamento entre uma israelita e um homem incircunciso era reconhecido como vituperação.
e lhes disseram: Não podemos fazer isto, dar a nossa irmã a um homem incircunciso; porque isso seria uma vergonha para nós. (Gn 34:14)
A mera circuncisão não necessita necessariamente de um estilo de vida correto e temeroso de Elohim de acordo com os mandamentos de YHWH. Algumas nações pagãs ou não-pagãs circuncidavam os próprios homens, mas esta circuncisão não era ligada ao pacto entre Afraham e YHWH ou era ligada a este pacto, mas isto era/é realizado de outra forma ou isto era/é desvalorizado por violação de outros mandamentos.
Eis que vêm dias, diz o YHWH, em que castigarei a todo circuncidado pela sua incircuncisão:
ao Egito, a Yehuda e a Edom, aos filhos de Amom e a Moabe, e a todos os que cortam os cantos da sua cabeleira e habitam no deserto; pois todas as nações são incircuncisas, e toda a casa de Israel é incircuncisa de coração. (Jer 9:24-25)
Muitas nações pagãs circuncidam e circuncidaram seus filhos no mais tardar até a idade da puberdade ou pós-puberdade e a circuncisão está ligada com a iniciação da maturidade. Estes tipos de circuncisões não são realizadas no oitavo dia após o nascimento do menino e estas circuncisões não são sinais de aliança entre YHWH e Afraham. Algumas nações realizam a circuncisão como pacto entre YHWH e Afraham, porém de acordo com interpretação incorreta deste pacto. Por exemplo, os muçulmanos circuncidam seus filhos, mas eles não guardam o mandamento de fazer esta operação no oitavo dia após o nascimento.
À idade de oito dias, todo varão dentre vós será circuncidado, por todas as vossas gerações, tanto o nascido em casa como o comprado por dinheiro a qualquer estrangeiro, que não for da tua linhagem. (Gn 17:12)
Torah nos informa que o primeiro homem circuncidado no oitavo dia após o nascimento foi o antepassado Itsak.
E Afraham circuncidou a seu filho Itsak, quando tinha oito dias, conforme Elohim lhe ordenara. (Gn 21:4)
 
Como eu escrevi, a circuncisão é uma atividade que é possível praticar até mesmo no Shabat, até mesmo porque esta operação não pode ser adiada, porque a Torah diretamente nos ordena fazê-la pontualmente no oitavo dia e não nos informa que é possível adiar esta operação por algum motivo (exceto risco de vida).
Depois do nascimento do menino, o pai é responsável por informar ao Bet Din o mais rápido que possível. Durante o procedimento da circuncisão é necessário proclamar bênçãos especiais sobre o menino.
Nas comunidades dos Karaims é tradição colocar a cadeira especial no lugar onde serão realizadas as circuncisões. Esta cadeira é posta dois dias antes da operação. Juntamente com a cadeira são colocados neste lugar os instrumentos para a circuncisão.
Sentado o pai ou o avô, segura o menino nos joelhos. O menino é enlaçado com faixa em travesseiro de veludo especial, que é decorado com laço.A mãe usa seu véu nupcial e a irmã mais velha do menino ou outra menina parente do casal leva o menino para o pai, a mãe caminha ao lado dela.
A mãe está ainda ritualmente impura - temeah, e este é o motivo pelo qual a menina tem que substituí-la.
Os hóspedes cantam e recitam preces.
A mãe, a menina e o recém-nascido se viram de costas e então eles carregam o menino para o pai novamente, eles repetem isto trinta e sete vezes.
No fim, a menina entrega o recém nascido para o pai e a circuncisão se inicia.
Brit Milah comumente se segue com grande celebração e festa com vários hóspedes.
A antiga circuncisão é baseada na remoção do prepúcio que cobre a glande.
Isto quer dizer que uma parte muito pequena do prepúcio do recém nascido é conservada e a glande é completamente exposta durante e após a puberdade.
O frênulo sensitivo (freio) não necessita ser removido, mas a maior parte é retirada. 
 
 
Os Karaims não praticam estes costumes estranhos dos Talmudistas:
1) PERIAH - é a completa remoção do prepúcio e a completa remoção da parte da mucosa interna do prepúcio com bisturi e a completa remoção do frênulo.
Isto significa que a pele externa do pênis se limita à coroa da glande.
Este tipo de circuncisão é praticada a partir do Sec. 140 e não tem nenhuma base no TaNaKH.
 
2) Mezzizza/Mizizah BPE - é a sucção de sangue da ferida do pênis do menino.
Este tipo de circuncisão é praticada a partir dos séculos 500-650 e não tem nenhuma base no TaNaKH.
Há o perigo que o virus da herpes poderia ser transferido do mohel para o menino e existe semelhança com práticas homossexuais e pedófilas.
3) Hatafat dam brit - gota simbólica de sangue.
Esta tradição talmúdica é praticada quando por exemplo, o convertido não é ritualmente circuncidado.
Esta prática não tem nenhuma base no TaNaKH
4) Circuncisão parcial - este tipo de circuncisão era praticada por judeus helenizados no passado.
Eles queriam guardar o pacto, mas ao mesmo tempo eles queriam se parecer com os gregos, isto significa não deixar visível que eles eram circuncidados.
Alguns judeus helenizados "restauraram" seus prepúcios.
Edificaram em Yerushalayim um ginásio como os gentios, dissimularam os sinais da circuncisão, afastaram-se da aliança com Elohim, para se unirem aos estrangeiros e venderem-se ao pecado. (1 Mac 1:15)
A circuncisão é uma das mais importantes regras do Judaismo e é o símbolo mais visível de identidade dos Judeus.
Este é o antigo sinal da aliança que YHWH concluiu com nosso antepassado Afraham e que é determinado para todos os descendentes de Afraham. Itsak e Yaakov foram circuncidados. Mosheh foi chamado para guardar o pacto.
Yehoshua teve que restaurar a prática da circuncisão antes que a nova geração entrasse na terra de Israel.
Este pacto é determinado para todos os homens que quiserem ser parte do Povo de Israel.
Para homens incircuncisos é proibido visitar o Templo.

A circuncisão é um mandamento que é válido para todos os tempos e para todos os Filhos de Israel. 

Pesquisar no site

Contato

Kahal Israelita de Barcarena Site Parceiros:
matrixnewscom.webnode.com.br/
www.cafetorah.com/
www.torahviva.org/
www.centrodeestudosprofeticos.com.br/
Fone:
(91)91661016
(91)99071682
(91)81228514
Blog indicados:
http://midiajudaica.blogspot.com/
http://leitorah.blogspot.com/

Palavras-chave

Novidades

04/07/2011 18:28

E-shop foi inaugurado!

Esse Site é Para Você Que Está Fazendo Teshuvá Ao Eterno de Israel. Temos: Kipá, Véu, Tsitsit, Talit Katan, Talit Gadol, Livros Judaicos, Sidur de Shabat, Sidur de Festas, Biblía Peshita, Camisas, Jóias Entre Outras. Com os Melhores Preços e os Melhores Produtos a Pronta Entrega, a Nossa Loja Está...

Oferta especial

Esta categoria está vazia.

Melhores produtos à venda