Qual a finalidade das duas vindas do Mashiach, Você sabe?

13/03/2017 16:37

 

 

Primeira Vinda do Mashiach:

 

O Mashiach na sua primeira vinda veio como um humilde servo sofredor, e também como um fraco e manso cordeiro. (Yeshayahu, 53). O Cordeiro de Elohim que tira o pecado do mundo, na linguagem de Yochanan. (Yochanan, 1:29,36).

 

Em sua primeira vinda o Mashiach daria maior ênfase a esses dois ministérios:

 

  • Profético

 

  • Sacerdotal

 

Ministério Profético do Mashiach:

 

O Navy (profeta) Daniel profetizou a primeira vinda do Mashiach, dizendo que ele seria tirado (morto) antes da destruição da cidade de Yerushalayim. (Daniel 9:25,26). E nós sabemos que Yerushalayim foi destruída no ano 70 da era comum, conforme a história da civilização nos comprova. Portanto essa é uma profecia sobre o Mashiach, na qual se prova que sua primeira vinda já se cumpriu. Vejam o testemunho desse rabino ortodoxo que descobriu a verdade sobre a profecia das setenta semanas de Daniel. Trata-se do rabino Leopold Cohn, nascido em Berezna, na Hungría em 1862. Eis aí parte do texto em espanhol que contem o testemunho do rabino Cohn: “Servir como un rabino itinerante le mantuvo a Leopold ocupado; pero nunca tan ocupado como para dejar de lado su interés por el misterio del Mesías. El primer pensamiento que tuvo fue estudiar Daniel, pero pronto recordó que había una advertencia en el Talmud contra cualquiera que estudiara lo concerniente al fin de la era, especialmente, aquellas secciones de Daniel que se refieren a la venida del Mesías y al final de los tiempos. Al respecto, comenta: "Yo pensaba que en el minuto en que yo abriera para leer aquella parte de Daniel, un relámpago vendría del cielo y me mataría. Pero, otro pensamiento vino, sugiriéndome que aquellos talmudistas que habían hecho declaraciones debían ellos mismos haber estudiado Daniel y las otras Escrituras, concerniente a la venida del Mesías, y que si ellos lo hicieron, él también podría hacerlo. Con temor y temblando, abrí el libro, di una mirada tomando especial importancia en el capítulo noveno. Mi búsqueda me guió a culparme a mí mismo por sospechar de las santas palabras de los hombres sabios. Mientras profundizaba aquella mirada, ya que era totalmente ignorante de Yeshua el Mesiás, y por lo tanto no podía entender completamente que el Mesías debería haber muerto por nuestros pecados. Pronto, me di cuenta que el Mesías debió haber venido cerca de 400 años después que el ángel le habló a Daniel sobre las 70 semanas. Hubo una alegría en mi corazón por encontrar la verdad; que el Mesías había venido en aquel tiempo, de acuerdo a Daniel 9:24. Pero era un gozo mezclado con dolor.” Se vocês sabem ler em inglês, então conheçam mais sobre o testemunho do rabino ortodoxo Leopold Cohn. E o próprio Mashiach Yeshua exercendo esse ofício ou ministério profético profetizou sobre a destruição da cidade de Yerushalayim e também do Templo. Veja em Matityahu 24:1,2; “1 Ora, Yeshua, tendo saído do Beit HaMikdash, ia-se retirando, quando se aproximaram dele os seus talmidim, para lhe mostrarem os edifícios do Beit HaMikdash. 2 Mas ele lhes disse: “Não vedes tudo isto? Amen, e Eu vos digo, que não se deixará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada.” Veja ainda em Luka 21:20-24. “20 Mas, quando virdes Yerushalayim cercada de exércitos, sabei então que é chegada a sua desolação. 21 Então, os que estiverem na Yehudáh, fujam para os montes; os que estiverem no meio da cidade, saiam; e os que estiverem nos campos não entrem nela. 22 Porque yamim de vingança são estes, para que se cumpram todas as coisas que estão escritas. 23 Mas ai das grávidas, e das que criarem naqueles yamim! porque haverá grande aperto na terra, e ira sobre este povo. 24 E cairão ao fio da espada, e para todas as nações serão levados cativos; e Yerushalayim será pisada pelos goiym, até que os tempos dos goiym se completem.” Confiram isso ainda em luka 19:37-44 “37 E, quando já chegava perto da descida do Monte das Oliveiras, toda a multidão dos talmidim, regozijando-se, começou a dar louvores a Elohim em alta voz, por todas as maravilhas que tinham visto, 38 Dizendo: Bendito o Rei que vem em Nome do Yahuh; shalom no shamayim, e Kevod nas alturas. 39 E disseram-lhe de entre a multidão alguns dos perushim: Rabino, repreende os teus talmidim. 40 E, respondendo Ele, disse-lhes: Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão. 41 E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela, 42 Dizendo: Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu yom, o que à tua shalom pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos. 43 Porque yamim virão sobre ti, em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te estreitarão de todos os lados; 44 E te derrubarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não conheceste o tempo da tua visitação.”

 

Ministério Sacerdotal do Mashiach:

 

Como Kohen haGadol (Sumo Sacerdote) o Mashiach ofereceu-se como sacrifício de um cordeiro perfeito, sem mancha e sem ruga (sem pecado) por toda a humanidade. Sendo Ele mesmo o preço da nossa redenção. E hoje o Mashiach intercede ao Eterno por nós, tal qual fazia o Kohen haGadol (Sumo Sacerdote) pelo povo Yisraelita. E foi exercendo esse ofício ou ministério sacerdotal que Yeshua fez a famosa prece intercessória à Elohim, pelos seus talmidim. cf lemos em Yochanan, 17:1-26.

 

O Sumo Sacerdote da Ordem dos Levyim (Levita) vestia-se de roupas simples para a expiação no Yom Kipur, Yom do Perdão como vemos em Vayikrá, 16:4,32. “4 Vestirá ele a túnica kadosh de linho, e terá ceroulas de linho sobre a sua carne, e cingir-se-á com um cinto de linho, e se cobrirá com um turbante de linho; estas são vestes kadosh; por isso banhará a sua carne na água, e as vestirá. 5 E da congregação dos filhos de Yisrael tomará dois bodes para expiação do pecado e um carneiro para holocausto. 6 Depois Aharon oferecerá o novilho da expiação, que será para ele; e fará expiação por si e pela sua casa. 7 Também tomará ambos os bodes, e os porá perante o Yahuh יָהוּה, à porta da tenda da congregação. 8 E Aharon lançará sortes sobre os dois bodes; um para Yahuh יָהוּה , e a outra para Aza’zél. 9 Então Aharon fará chegar o bode, sobre o qual cair a sorte pelo Yahuh יָהוּה, e o oferecerá para expiação do pecado. 10 Mas o bode, sobre que cair a sorte para ser bode Aza’zel, apresentar-se-á vivo perante Yahuh יָהוּה, a fim de enviá-lo ao deserto como bode Aza’zel. 11 E Aharon fará chegar o novilho da expiação, que será por ele, e fará expiação por si e pela sua casa; e degolará o novilho da sua expiação. 12 Tomará também o incensário cheio de brasas de fogo do altar, de diante do Yahuh יָהוּה, e os seus punhos cheios de incenso aromático moído, e o levará para dentro do véu. 13 E porá o incenso sobre o fogo perante o Yahuh יָהוּה, e a nuvem do incenso cobrirá o propiciatório, que está sobre o testemunho, para que não morra. 14 E tomará do sangue do novilho, e com o seu dedo espargirá sobre a face do propiciatório, para o lado oriental; e perante o propiciatório espargirá sete vezes do sangue com o seu dedo. 15 Depois degolará o bode, da expiação, que será pelo povo, e trará o seu sangue para dentro do véu; e fará com o seu sangue como fez com o sangue do novilho, e o espargirá sobre o propiciatório, e perante a face do propiciatório. 16 Assim fará expiação pelo lugar kadosh por causa das imundícias dos filhos de Yisrael e das suas transgressões, e de todos os seus pecados; e assim fará para a tenda da congregação que reside com eles no meio das suas imundícias. 17 E nenhum homem estará na tenda da congregação quando ele entrar para fazer expiação no lugar kadosh, até que ele saia, depois de feita expiação por si mesmo, e pela sua casa, e por toda a congregação de Yisrael. 18 Então sairá ao altar, que está perante o Yahuh יָהוּה, e fará expiação por ele; e tomará do sangue do novilho, e do sangue do bode, e o porá sobre as pontas do altar ao redor. 19 E daquele sangue espargirá sobre o altar, com o seu dedo, sete vezes, e o purificará das imundícias dos filhos de Yisrael, e o separará. 20 Havendo, pois, acabado de fazer expiação pelo lugar kadosh, e pela tenda da congregação, e pelo altar, então fará chegar o bode vivo. 21 E Aharon porá ambas as suas mãos sobre a cabeça do bode vivo, e sobre ele confessará todas as iniqüidades dos filhos de Yisrael, e todas as suas transgressões, e todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode, e enviá-lo-á ao deserto, pela mão de um homem designado para isso. 22 Assim aquele bode levará sobre si todas as iniqüidades deles à terra solitária; e deixará o bode no deserto. 23 Depois Aharon virá à tenda da congregação, e despirá as vestes de linho, que havia vestido quando entrara no lugar kadosh, e ali as deixará. 24 E banhará a sua carne em água no lugar kadosh, e vestirá as suas vestes; então sairá e preparará o seu holocausto, e o holocausto do povo, e fará expiação por si e pelo povo. 25 Também queimará a gordura da expiação do pecado sobre o altar. 26 E aquele que tiver levado o bode Aza’zel lavará as suas vestes, e banhará a sua carne em água; e depois entrará no acampamento. 27 Mas o novilho da expiação, e o bode da expiação do pecado, cujo sangue foi trazido para fazer expiação no lugar kadosh, serão levados fora do acampamento; porém as suas peles, a sua carne, e o seu esterco queimarão com fogo. 28 E aquele que os queimar lavará as suas vestes, e banhará a sua carne em água; e depois entrará no acampamento. 29 E isto vos será por estatuto eterno: no sétimo mês, aos dez do mês, afligireis as vossas néfeshot, e nenhum trabalho fareis nem o natural nem o estrangeiro que peregrina entre vós. 30 Porque naquele yom se fará expiação por vós, para purificar-vos; e sereis purificados de todos os vossos pecados perante o Yahuh יָהוּה 31 É um Shabat de descanso para vós, e afligireis as vossas néfeshot; isto é estatuto eterno. 32 E o Kohén, que for ungido, e que for separado, para administrar o sacerdócio, no lugar de seu pai, fará a expiação, havendo vestido as vestes de linho, as vestes kodesh.” E o Kohen logo após despia-se das suas vestes humildes e se revestia de suas vestes explendorosas; e se apresentava ao povo, que o aguardava sempre com ansiedade para saber se seus pecados haviam sido perdoados por Elohim. cf Vayikrá, 16:23,24. “23 Depois Aharon virá à tenda da congregação, e despirá as vestes de linho, que havia vestido quando entrara no lugar kadosh, e ali as deixará. 24 E banhará a sua carne em água no lugar kadosh, e vestirá as suas vestes; então sairá e preparará o seu holocausto, e o holocausto do povo, e fará expiação por si e pelo povo.” Yeshua também se despiu primeiramente de suas vestes explendorosas do shamayim e se revestiu de vestes humildes, tomando nossa forma humana, para se apresentar como o Cohen Gadol, o Sumo Sacerdote. E ser ele mesmo também o próprio cordeiro sendo sacrificado, para nossa expiação e redenção. E depois ele se despiu das vestes humildes e se revestiu de suas vestes explendorosas, para aparecer de novo como vencedor diante dos olhos de todos, até dos seus inimigos, quando da ressurreição no juízo final.

 

O Kohen hagadol (Sumo Sacerdote) da Ordem dos Levyim (Levita) com suas vestes explendorosas, após oferecer o sacrifício anual era um tipo de Mashiach, o Sumo Sacerdote da Ordem de MalkTsedeq (Melquisedeque) com suas vestes resplandescentes e explendorosas, após o seu sacrifício ter sido aceito por HaShem.

 

O rei David foi usado pelo Ruach de haShem para profetizar sobre o ministério sacerdotal de Yeshua, conforme verso abaixo:


“Jurou o Eterno, e não se arrependerá: Tu és um Sacerdote Eterno, segundo a Ordem de Malk Tsedeq”. (Tehilim, 110: 4).

 

Yeshua apesar de ser chamado de Hanatzri (o renovo), o Nazareno, pois viveu a maior parte da sua vida em Natsari, aldeia da região da Galil, contudo nascera em Beit Lechem (casa do pão), que é Beit lechem de Yehudáh. Ele pertence a linhagem do rei David, sendo seu herdeiro direto ao trono. Sendo que a tribo sacerdotal era a de Levy, o que a primeira vista, parece ser uma contradição, pois a Ordem Sacerdotal Levyim também foi instituída pelo Eterno. Porém o Eterno jurou que o Mashiach pertenceria a uma outra ordem sacerdotal, a Ordem de Malk Tsedeq (Melquisedeque), que ao contrário da Ordem dos Levyim não necessita de comprovação genealógica para que alguém se torne um sacerdote da mesma. Porque na Ordem Sacerdotal dos Levyim para que um homem exercesse o ofício sacerdotal era preciso que ele comprovasse sua descendência levita pela árvore genealógica. Mas o Mashiach Yeshua não precisou disso para exercer seu ministério sacerdotal, pois Ele pertence a uma outra ordem sacerdotal – a Ordem Eterna de Malk Tsedeq, uma ordem superior a dos levyim por alguns motivos, dentre eles esses:

 

  • 1 Por não ser necessário comprovação genealógica para se exercer o ofício sacerdotal, conforme já exposto acima.

 

  • 2 Porque o Kohen haGadol (Sumo Sacerdote) Yeshua nunca é substituído por outro como na ordem dos Levyim.

 

  • 3 Porque nessa Ordem Sacerdotal de Malk Tsedeq (Melquisedeque) o Kohen haGadol (Sumo Sacerdote) Yeshua entrou uma só vez no Lugar extremamente Kadosh, o qual não é terreno e sim do shamayim, para oferecer não por si, mas por toda raça humana um só sacrifício perfeito, puro, suficiente e eterno à Elohim, para redenção, não sendo preciso ser repetido todos os anos como na Ordem dos Levyim o Kohen haGadol fazia.

 

  • 4 E também porque o Mishkan, Tabernáculo ou o Beit haMikdash, Templo onde os Kohanym (sacerdotes) da Ordem Sacerdotal de Malk Tsedeq exercem o ofício não está aqui na Terra e sim no shamayim, como o próprio Elohim disse para Moshêh, quando lhe dava ordens para fazer o Mishkan, Tabernáculo que o fizesse conforme o modelo que ele viu no monte. Ora esse modelo é o próprio Mishkan do shamayim. cf Shemot, 25:40; “40 Atenta, pois, que o faças conforme ao seu modelo, que te foi mostrado no monte.” E Bemidbar, 8:4 “4 E era esta a obra do Menorah, obra de ouro batido; desde o seu pé até às suas flores era ele de ouro batido; conforme ao modelo que o mostrara a Moshêh, assim ele fez o Menorah.” compare com Ivrim 8:5; 9:11,12. “5 As quais são imagem e semelhança das coisas que são preservadas, as quais foram ditas pelo Mashiach, através de uma voz do shamayim, no yom que foi preparado por Ele para concluir a vontade no tempo determinado, pois foi dito através dEle: Olha, e faze conforme o modelo que no monte se te mostrou. 11 Mas o Mashiach, tendo se tornado Cohen Gadol das coisas boas que vêm do Mishkan que é maior e melhor em maturidade do que o primeiro, o qual não é feito por mãos, e não é desta criação, 12 E não pelo sangue de bodes e novilhos, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez por todas no Kadosh lugar, tendo nos assegurado uma redenção eterna.” Maiores detalhes sobre o Mishkan, Tabernáculo que Moshêh construiu e o ofício sacerdotal nele realizado em comparação com o seu modelo, o Mishkan, Tabernáculo do shamayim e o seu ofício sacerdotal estão descritos na Carta aos Ivrim da Brit haChadashah, mais especificamente nos seguintes capítulos e versículos:

 

  • Ivrim 5:1-10. “1 Porque todo Cohen Gadol escolhido dentre os filhos dos homens é constituído por Yahuh dentre os filhos dos homens. [Mas] este é o Memra que oferece sacrifícios pelo pecado e ofertas, 2 O qual também se alegra em tomar sobre [si] aqueles nos quais não há entendimento de coração. E também [tomou sobre si] àquele cujo corpo é diminuído por fraqueza. 3 Portanto Ele também, por causa do povo, fez uma oferta pelos pecados. 4 E não há um que pela mão do homem toma a si mesmo para ser posto como o Primogênito, pois Ele é chamado e escolhido de Elohim. Ele é como Aharon. 5 Assim também o Mashiach não exaltou a si mesmo para se fazer Cohen Gadol, mas [foi exaltado] por Aquele que lhe disse: Tu és meu Filho, hoje Te gerei; 6 E que também disse em outro lugar: Tu és Cohen para sempre, segundo a ordem de Malk Tsedek. 7 E sucedeu das tefilot e que nos yamim da Sua carne e do Seu livramento, ofereceu as primícias, com grande clamor e lágrimas de sofrimento, e rezas Àquele que podia livrá-Lo da morte. E [nos] ouviu pela piedade dAquele [que é] Filho e Elohim. 8 Apesar de ser Filho de Elohim, Ele aprendeu, por meio daquilo que sofreu, a operar o Seu ministério segundo a vontade [de Elohim]. 9 E, tendo sido aperfeiçoado em todos os aspectos pela perfeição, Ele se tornou a causa da vida do olam habá, 10 Sendo por Elohim chamado Cohen Gadol, segundo a ordem de Malk Tsedek.”

 

  • Ivrim 7:1-28. “1 E eis que este Malk Tsedek é Malk Tsedek o Rei de Shalem, e Ele é [o] Cohen do El-Elyon que saiu ao encontro de Avraham quando este regressava da matança dos reis, e lhe deu uma berachá, 2 A quem também Avraham deu um décimo de toda a sua produção. [Ele,] sendo primeiramente, chamado de Malk Tsedek, e depois então chamado Cohen Gadol [e] Rei de Shalem, que significa Rei do Shalom; 3 O qual é sem pai, sem a genealogia de um filho, também [sem] mãe, não tendo princípio de yamim nem fim a Sua vida, e feito semelhante ao Filho de Elohim), e vive para sempre como Cohen Gadol. 4 Considerai e vede a Sua grandeza, pois mesmo Avraham Avinu (nosso pai) deu a ele um décimo dos despojos. 5 E também os filhos de Levy coletam para o sacerdócio, tendo recebido uma mitsváh de coletar o dízimo do povo conforme decreto da Toráh, isto é, de seus irmãos, apesar de também terem saído dos lombos de Avraham; 6 Verdadeiramente, Aquele que não é da tribo deles recebeu o dízimo de Avraham, e deu uma berachá sobre aqueles que para Ele são benditos. 7 E eis que ninguém contenda sobre isto: que o menor recebe berachá do maior. 8 E eis que aqui há filhos dos homens, que morrem e dormem, recebendo dízimos. Mas quem recebeu [de Avraham] é Aquele de quem se diz: Ele vive. 9 E, por assim dizer, por meio de Avraham, aquele que recebe dízimos, pagou dízimos, 10 Pois ele estava ainda nos lombos de seu pai quando este encontrou Aquele que se chamava Malki Tsedek. 11 De modo que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio levítico (pois sob este o povo recebeu a Toráh), que necessidade havia ainda de que outro Cohen se levantasse, segundo a ordem de Malki Tsedek, e que não fosse contado segundo a ordem de Aharon? 12 Pois, onde se diz que há necessidade da repetição do ofício do sacerdócio [de Malki Tsedek], está sendo dito que há uma repetição da Toráh. 13 Porque Aquele, de quem estas coisas se dizem, pertence a outra tribo, e naquela tribo ninguém ainda serviu ao altar, 14 Pois é revelado que nosso Adon procedeu da tribo de Yehudáh, tribo da qual Moshêh nada falou sobre o sacerdócio nesta forma, a qual recebe estatura dAquele que é diminuído. 15 E é ainda mais evidente e bem conhecido que se levanta outro cohen, à semelhança e [segundo] a ordem de Malki Tsedek, 16 O qual não é segundo um decreto sobre a carne, mas outro [decreto] sobre a vida que não tem fim. 17 Porque dEle assim se testifica: Tu és um Cohen para sempre, segundo a ordem de Malki Tsedek. 18 Para mim, nisto houve o exílio dos primeiros [sacerdotes] por realizarem um fraco trabalho e por se embebedarem de coisas que não são dignas de serem usadas. 19 Pois mantemos que a Toráh não é capaz de nos plenificar. Mas há uma esperança maior, a nós que antes não tínhamos nenhuma, pela qual nos aproximamos de Elohim, 20 E é conforme esta palavra maior, a qual é uma certeza das questões, feita não sem um juramento. Pois outros foram feitos Kohanym sem juramento, 21 Mas Ele se tornou [Cohen] com juramento dAquele que Lhe disse: Jurou Yahuh, e não mentirá: Tu és um Cohen para sempre, segundo a ordem de Malki Tsedek. 22 E, desta forma, a garantia de Yeshua nosso Mashiach é boa e forte para uma aliança maior. 23 Pois muitos são os que foram estabelecidos como Kohanym e não são capazes de continuar por causa da morte. 24 Mas Este é estabelecido e preservado eternamente. Ele é um Kohen Gadol que jamais passará. 25 Pois a Sua morte é capaz de salvar plenamente àqueles que vêm a Elohim, [os quais] Ele inscreveu [no Livro da Vida]. E Ele vive nas alturas e reza por eles. 26 Este Cohen Gadol aparenta ser adequado, pois é justo, e inocente, e sem corrupção, e separado do pecado, e mais elevado que os shamayim; 27 Ele não necessita, como os outros Kohanym G'dolim, de oferecer sacrifícios à maneira do yom [de Yom Kipur], primeiramente por seus próprios pecados e depois pelos da Kehilá de Yisrael; porque isto fez. Ele uma vez por todas, quando ofereceu a Si mesmo. 28 Porque a Toráh constitui Kohanym G'dolim a filhos dos homens que são fracos, mas a palavra do juramento, que diz respeito à Toráh, permanece e preserva os filhos de Elohim para sempre plenificados.”

 

  • Ivrim 10:1-18. “1 Por causa disto a Toráh é como a sombra dos bens que virão, e não a substância dos bens em si. E eis que as ofertas não são capazes de trazer plenitude eterna, e [por isso] eternamente são oferecidas outras [ofertas]. 2 E se fosse assim, teriam deixado de ser oferecidas, pois tendo sido purificados os ofertantes segundo as tais, não se estabeleceria mais a consciência do pecado. 3 Mas estes são apenas uma lembrança das iniquidades e pecados. 4 Porque é impossível que o sangue de touros e de bodes expie por pecados e iniquidades. 5 Portanto, a respeito da Sua vinda ao mundo, é dito: Sacrifício e oferta não queres, mas um corpo Tu preparastes para Mim; 6 Ofertas de holocausto e ofertas pelo pecado Tu não pedes. 7 Então é dito: Eis que Eu venho. No começo do Livro está escrito a Meu respeito. Eu farei a Tua vontade, meu Elohim. 8 Depois de dizer acima: Sacrifício e ofertas, holocaustos e sacrifícios pelo pecado Tu não desejas nem pedes, os quais se oferecem segundo a Toráh; 9 E então Ele disse: Eis que Eu venho para fazer a Tua vontade, Elohim. Neste lugar, Ele transfere o primeiro, para preservar o segundo. 10 E pela vontade dEle somos purificados por aquilo que Yeshua HaMashiach ofereceu uma vez: Seu corpo. 11 E eis que todo Kohen todos os yamim sacrificava ofertas e ministrava o serviço de Elohim em vários momentos, os quais nunca são capazes de expiar por iniquidades; 12 Mas este, que foi oferecido uma vez, aboliu o pecado para sempre e sentou-se à direita de Elohim, 13 E Ele [lá] está estabelecido desde aquele momento até que os seus inimigos sejam postos por escabelo de seus pés. 14 Pois por uma oferta, Ele aperfeiçoou para sempre o coração dos que são purificados. 15 E este também é o testemunho da Ruach HaKodesh, após aquilo que foi dito primeiramente: 16 Esta será a aliança que Eu farei com a Casa de Yisrael depois daqueles yamim, diz Yahuh, Eu porei a minha Toráh em suas entranhas, e as escreverei em seus corações. 17 E Eu perdoarei as suas iniquidades e não Me lembrarei mais de seus pecados. 18 E tudo isto estabelece que há perdão. Não é mais necessário ainda oferecer ofertas por causa do pecado.”

 

Ivrim 12:22-29. “22 Mas tendes agora chegado ao Monte Tsion, e ao lugar do Elohim vivo, à Yerushalayim dos shamayim, e à grande multidão de Malakhim; 23 E à kehiláh do Primogênito, a qual for escrita no shamayim, e a Elohim, o juiz de toda a terra, e aos ruchot (espíritos) dos justos [que] são aperfeiçoados; 24 E ao mediador da aliança renovada, Yeshua, e ao sangue que fala coisas melhores do que [o de] Hevel. 25 Vede que não rejeiteis àquele que fala convosco. Pois se não houve escapatória para aqueles que rejeitaram àquele que falava sobre a terra, quanto mais se nos desviarmos dAquele que fala do shamayim. 26 Cuja voz naquele momento abalou a terra, e eis que agora ele prometeu e disse mais uma vez: Eu não abalarei somente a terra, mas também o shamayim. 27 Mas na palavra dEle, ainda mais uma vez, significando a remoção daquelas coisas que são inabaláveis, como [se fossem] coisas construidas. E aquilo que [de fato] não se abalará será erguido. 28 Portanto, recebemos um reino que não será movido. E retenhamos a compaixão [isto é, sejamos agradecidos], pela qual sirvamos a Elohim por vontade nossa, com reverência e temor. 29 Pois Yahuh nosso Elohim é um fogo consumidor.”

 

 

Segunda Vinda do Mashiach

Ministério Real do Mashiach:

 

O Mashiach na sua segunda vinda não virá mais como um humilde servo sofredor e nem como um fraco e manso cordeiro, mas sim revestido de poder e autoridade de rei, e forte e valente como um leão. Pois ele é o Leão da Tribo de Yehudáh!

 

O ministério real do Mashiach somente terá cumprimento total e final, quando todos os seus inimigos forem postos, pelo Eterno, sob os seus pés. cf Tehilim, 110:1. “1 Disse o Yahuh ao meu Adon: Assenta-te à minha mão direita, até que ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés.” Elohim usou os lábios do rei David, para profetizar sobre o ministério real do Mashiach de Yisrael, ao qual, David chama de “meu Adon”: 
 

E o Navy (profeta) Daniel profetizou sobre a segunda vinda do Mashiach, o Filho do Homem, para reinar sobre Yisrael e todas as nações, sendo o seu reino o único que não terá fim. Nessa visão Daniel viu o Eterno, descrito como um “Zaquen (ancião) de yamim”, o qual sentou-se sobre um trono de fogo. (Daniel 7: 9). “Até que veio nas nuvens do shamayim um como o Filho do Homem” (expressão muito usada por Yeshua, referindo-se a si mesmo: “e então verão vir o Filho do Homem numa nuvem, com poder e grande kevod”  Luka 21: 27, “o qual se dirigiu ao Ancião de yamim, o Eterno... E foi-lhe dado o domínio e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino o único que não será destruído.” Daniel 7: 13, 14. Portanto, esses dois ofícios ou ministérios sacerdotal e real de Yeshua são eternos. Porque Ele é tanto Kohen (sacerdote), como Melekh (rei) desde a eternidade. Baruch HaShem! Bendito seja o seu Nome!

 

Na primeira vinda o Mashiach viria para sofrer como Ben Yosef. Esse Yosef foi rejeitado e vendido pelos próprios irmãos. Mas Elohim o ajudou, o exaltou e fez com que ele vencesse todos os seus inimigos; assim também Yeshua foi rejeitado pelo seu próprio povo e vendido também, por um de seus seguidores por trinta moedas de prata. E na sua segunda vinda o Mashiach virá como Ben David, o filho de David e seu herdeiro direto ao trono para assumir o seu reino em Yerushalayim, sobre todas as nações. Yosef, depois de muito sofrer, finalmente foi recompensado por Elohim, o Eterno. Assim também Yeshua depois de todo o seu sofrimento, também será recompensado e exaltado, quando voltar como o filho de David. David foi um Melekh (rei) vencedor, o qual pré-figura a pessoa de Yeshua, seu herdeiro ao trono, que na sua segunda vinda há de reinar com grande kevod sobre toda a Terra, a partir de Yerushalayim. Agora Yeshua é o “Cordeiro de Elohim” que tira o pecado do mundo (Yochanan, 1:29), o Redentor, o Sacerdote Eterno segundo a Ordem Sacerdotal de Malk Tsedeq, o Advogado. E por isso mesmo Yosef veio a ser o Salvador do Mundo da época, tipificando Yeshua haMashiach como o Intérprete dos Mistérios de Elohim por excelência e o Salvador do Mundo de todas as épocas. Portanto, conforme já falamos acima, Yeshua voltará, mas Ele não virá mais como um cordeiro, sinal de fraqueza e mansidão, mas sim como um leão, símbolo de fortaleza e valentia, porque Ele é o “Leão da Tribo de Yehudáh” que venceu (Revelação 5:5), o Rei dos reis e Adon dos Adonay (Revelação 17: 14) e o Juiz por Excelência.

 

O judaísmo anterior ao nascimento de Yeshua acreditava que o Mashiach poderia vir de duas formas. Acreditamos ser esses os principais objetivos das duas vindas do Mashiach à Terra.

 

Adiquira já o seu livro Yeshua Codificado na Toráh, Mito ou Verdade?

www.clubedeautores.com.br/book/216735--Yeshua_Codificado_na_Torah#.WMgjtG8rK1s

 

Pesquisar no site

Contato

Kahal Israelita de Barcarena Site Parceiros:
matrixnewscom.webnode.com.br/
www.cafetorah.com/
www.torahviva.org/
www.centrodeestudosprofeticos.com.br/
Fone:
(91)91661016
(91)99071682
(91)81228514
Blog indicados:
http://midiajudaica.blogspot.com/
http://leitorah.blogspot.com/

Palavras-chave